Criança de 2 anos desaparece em Anajás, no Arquipélago do Marajó, mobilizando esforços de busca

Comunidade se une em busca da criança desaparecida, demonstrando solidariedade e determinação

Uma criança de apenas 2 anos de idade desapareceu no último sábado (16) na cidade de Anajás, no coração do Arquipélago do Marajó, gerando uma mobilização intensa por parte do Conselho Tutelar, Polícia Militar, Polícia Civil e voluntários da comunidade local. As buscas tiveram início imediato, com amigos da família adentrando uma floresta próxima à residência da menina. No domingo (17), o Conselho Tutelar formalizou o pedido de apoio às forças de segurança, e as operações continuaram na segunda-feira (18).

A criança desaparecida, identificada como Elisa Ladeira Rodrigues, estava brincando com outras crianças em uma trilha de mata localizada na Vila Carmelo, situada na comunidade do Zinco, na região rural do Alto Rio Anajás, quando foi vista pela última vez. O Conselho Tutelar lançou um apelo à comunidade, incentivando qualquer pessoa com informações sobre o paradeiro de Elisa a entrar em contato com as autoridades locais.

O coronel Márcio Abud, responsável pelo 12° Comando de Policiamento Regional (CPR XII), informou que o 80° Pelotão Destacado, em colaboração com agentes da Polícia Civil, respondeu prontamente ao pedido de auxílio do Conselho Tutelar. As equipes passaram todo o domingo realizando buscas na área, contando com o apoio de uma lancha da Polícia Militar.

Paralelamente às operações de busca, a Polícia Civil conduz uma investigação minuciosa e já ouviu testemunhas que estiveram com a criança pouco antes de seu desaparecimento. Segundo informações, Elisa teria desaparecido por volta das 10h da manhã na trilha próxima à sua casa.

A comoção na cidade é evidente, com muitos moradores disponibilizando suas embarcações e recursos pessoais para colaborar nas operações de busca. A comunidade de Anajás permanece em alerta, esperando ansiosamente pela notícia do retorno seguro da criança desaparecida. A união de esforços das autoridades e da comunidade local demonstra a determinação em trazer Elisa de volta à sua família.

Com informações: Notícia Marajó

Deixe seu comentário
33 C
Belém
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias