Ministério Público de Goiás faz nova denúncia sobre manipulação de jogos das Séries A e B de 2022

O Ministério Público de Goiás fez uma nova denúncia de manipulação de jogos no futebol brasileiro. De acordo com informações publicadas pela revista Veja, o MP está investigando pelo menos 20 partidas das Séries A e B do Campeonato Brasileiro de 2022, além de confrontos dos estaduais ocorridos neste ano.

A denúncia foi feita com base em equipamentos apreendidos na Operação Penalidade Máxima, realizada anteriormente. Até o momento, a Justiça ainda não se pronunciou sobre o caso.

Os jogos investigados envolvem apostas em lances como punições com cartões amarelo ou vermelho, além de pênaltis. O apostador Bruno Lopes de Moura, que havia sido detido na primeira fase da operação, é apontado pelo MP como líder da quadrilha responsável pela manipulação dos resultados. Outras 16 pessoas podem se tornar réus no processo.

SAIBA MAIS
[[(standard.Article) Lira cria CPIs para apurar atuação do MST, caso Americanas e manipulação de resultados no futebol]]
[[(standard.Article) Jogador de adversário de Remo e Paysandu na Série C é investigado por manipulação de resultado]]
[[(standard.Article) Para evitar manipulação, times da Premier League retiram patrocínio de casas de apostas]]
 

O MP-GO solicita a condenação do grupo envolvido na manipulação, além do ressarcimento de R$ 2 milhões aos cofres públicos por danos morais coletivos, segundo a Veja.

Segundo o MP, o grupo criminoso aliciava jogadores com propostas que variavam entre R$ 50 mil e R$ 100 mil para que cometessem lances específicos nos jogos, como um número determinado de faltas, levar cartão amarelo, garantir um número específico de escanteios para um dos lados e até atuar para a derrota do próprio time.

Os apostadores obtinham lucros altos em diversos sites de apostas, seja diretamente ou por meio de laranjas, diante dos resultados previamente combinados.

Fonte: Esporte – OLiberal.com 

Deixe seu comentário
24 C
Belém
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias