26 C
Belém

Coreia do Norte confirma que lançou míssil balístico de combustível sólido

Esses mísseis são mais fáceis de se armazenar e transportar, mais estáveis e mais rápidos de lançar, o que os torna mais difíceis de serem detectados e neutralizados.

Míssil é exibido durante um desfile militar feito em celebração ao 75º aniversário do exército da Coreia do Norte, em 8 de fevereiro de 2023. — Foto: KCNA/ Reuters

A Coreia do Norte afirmou que em seu teste de armas mais recente, lançou de um míssil balístico intercontinental de combustível sólido. Esse é o primeiro teste com essa tecnologia, de acordo com os veículos de imprensa estatais, nesta sexta-feira (14, noite de quinta em Brasília).

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, disse que essa tecnologia “vai reorganizar de grande maneira nossa dissuasão estratégica e vai reforçar a efetividade de nosso contra-ataque nuclear”, segundo a agência oficial KCNA.

O míssil “Hwasung-18” foi “lançado na quinta-feira como um recurso-chave para a força militar estratégica”, diz a agência.

Coreia do Sul detectou o míssil

O exército sul-coreano afirmou na quinta-feira que havia detectado um míssil balístico “de médio ou longo alcance” lançado da região de Pyongyang às 07h23 (19h23 de quarta-feira em Brasília) que voou mil quilômetros antes de cair no mar.

O comando militar de Seul já havia indicado a possibilidade de que se tratava de um novo tipo de míssil movido por combustível sólido.

Entenda a vantagem do combustível sólido

Até agora, todos os mísseis intercontinentais norte-coreanos conhecidos eram impulsionados por combustível líquido, mas Kim havia colocado o desenvolvimento de um projétil de combustível sólido como prioridade.

Esses mísseis são mais fáceis de se armazenar e transportar, mais estáveis e mais rápidos de lançar, o que os torna mais difíceis de serem detectados e neutralizados.

Durante um desfile militar em Pyongyang em fevereiro, a Coreia do Norte exibiu um número recorde de mísseis balísticos intercontinentais e nucleares. Os analistas disseram que alguns deles poderiam ser projéteis novos movidos a combustível sólido.

O anúncio acontece dias antes de a Coreia do Norte celebrar um de seus aniversários políticos mais significativos, o Dia do Sol, em 15 de abril.

A data comemora o nascimento do fundador do país, Kim Il Sung, e costuma ser celebrado com testes de armamentos e desfiles militares.

Fonte: G1 Mundo

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias